Chloe falou ao site Digital Spy sobre não retornar como Hit-Girl em um terceiro filme da franquia ”Kick-Ass”. Confira a notícia publicada em um artigo do site Adoro Cinema abaixo.

Atriz de Carrie – A Estranha e Se Eu Ficar também culpou a pirataria por mau desempenho comercial de Kick-Ass 2 e se disse “triste” com a maneira que as personagens femininas em filmes de super-heróis são representadas em Hollywood.

Recentemente, o criador da revista em quadrinhos em que deu origem aos filmes da série Kick-Ass revelou que é possível que haja um terceiro longa na franquia. Entretanto, Chloë Moretz, que interpretou a destemida Hit-Girl em Kick Ass – Quebrando Tudo e Kick-Ass 2, disse que não acredita que a sequência irá sair do papel e que não deve voltar a interpretar a heroína.

Em entrevista ao site Digital Spy para promover o filme Se Eu Ficar, a atriz de 17 foi perguntada se voltaria a interpretar a Hit-Girl nos cinemas e a resposta não foi animadora para os fãs da cinessérie: “Infelizmente, eu acho que já estou farta do personagem”.

Ela ainda disse que a pirataria pode ter colaborado para o baixo desempenho comercial de Kick-Ass 2 e se revelou um pouco decepcionada: “Hit-Girl foi uma personagem muito legal, mas eu acho que não haverá mais filmes. Fazemos estes filmes para os fanboys, mas atualmente todo mundo prefere piratear ao invés de assistir o filme nos cinemas”.

Kick-Ass 2 arrecadou um total de US$ 60 milhões, tendo um orçamento de US$ 28 milhões. O primeiro filme, Kick Ass – Quebrando Tudo, custou US$ 30 milhões, mas chegou a quase US$ 100 milhões de arrecadação nas bilheterias de todo o mundo.

A atriz continuou em seu discurso contra as versões ilegais do filme que circulam na internet, alegando que apenas a popularidade em downloads não garante nada, do ponto de vista dos negócios: “Kick-Ass 2 foi um dos filmes mais pirateados do ano, mas isso não nos ajuda em nada porque nós precisamos de resultados nas bilheterias. Nós precisamos provar para as distribuidoras que nós podemos ganhar dinheiro com um terceiro ou quarto filme, porque o último não foi bem e nós não podemos fazer mais um”. Ela ainda mandou um recado para o público que espera que seus filmes preferidos ganhem uma continuação: “Todos deveriam ver os filmes no cinema. O que importa são os números.”
A atriz também falou sobre outra “decepção” sua: A maneira como as mulheres são retratadas em filmes baseados em HQs. “Sempre que há uma super-heroína, o enredo é sempre mais sexual, ao invés de se preocupar com o desenvolvimento da personagem. Não acho isso legal. Eu acho triste”, disse Moretz.

Ela ainda falou que espera que a Mulher-Maravilha que será interpretada por Gal Gadot a partir de Batman V Superman mude o panorma: “Eu ouvi dizer que há um filme solo da Mulher-Maravilha vindo aí. Espero que que eles não sexualizem a Mulher-Maravilha também”. A jovem também disse que “gostaria de mudar” a maneira que as mulheres são vistas em filmes do gênero, deixando aberta a porta para interpretar uma super-heroína no futuro.

Fonte

# Kick-Ass, Notícias