A Entertainment Weekly divulgou a primeira imagem oficial de Chloë Moretz e Jamie Blackley em “Se Eu Ficar”!

Filmes > If I Stay > Fotos Promocionais

Além disso, Chloë falou à revista sobre o filme. Leia a tradução do artigo a seguir.

Traduzir um livro amado para a grande tela é uma proposta assustadora. Mas no caso da sensação teen Se Eu Ficar (de Gayle Forman), Chloë Grace Moretz, de 17 anos, não está nervosa.

“Sendo uma fã do livro, eu meio que entendi o que eu queria ver do personagem. E, ouvindo Gayle, que originou o personagem, eu sabia o que ela queria ver”, Moretz disse a EW. “Todos nós tentamos ser incrivelmente fiéis à história. É por isso que estamos fazendo isso”.

Uma produção MGM/Warner Bros./New Line dirigida por R.J. Cutler, “Se Eu Ficar” encontra Mia, uma violoncelista de 17 anos de idade, em coma após um acidente de carro devastador que matou o resto de sua família. O romance de Forman leva uma Mia inconsciente em uma viagem através de suas memórias e experiências, enquanto ela tenta decidir se deve acordar – ou morrer. “Cheguei muito perto de Mia e de quem ela era. Estava realmente em sua mente, então não foi uma pergunta que eu não pudesse responder”, afirma Moretz.

Os fãs do livro sabem que o namorado de Mia, Adam, tem um papel importante na história: ele é um dos motivos para Mia ficar. Cutler lançou o desconhecido Jamie Blackley no papel, e Moretz nos assegura que ele é simplesmente fantástico. “Ele é o Adam perfeito. Levamos muito tempo para selecioná-lo”, diz ela. “Quando Jamie entrou na sala, olhei para R.J. e R.J. olhou para mim, e nós fizemos o teste e ele saiu. E eu disse, ‘Esse é Adam. Esse é quem ele é’. Não havia uma dúvida. Nem mesmo uma preocupação. Esse é Adam. E eu dizia, ‘Se você não o contratar, isso será tão estúpido”.

O romance de Forman pode ocupar uma determinada parte da livraria, mas Moretz não ama a designação “jovem adulto”. Ela acha que diminui o valor do livro. “O que é interessante sobre o romance de Gayle, é que ele não é jovem adulto. Trata-se de questões que são muito maiores… é muito mais sombrio do que acho que a maioria dos jovens adultos são”, afirma Moretz. “Quero que as pessoas entrem e sintam como se elas realmente sentiram algo, e aprenderam algo, e perceberam algo diferente sobre a vida, que é mais do que apenas, ‘Oh, eu vi esse triângulo amoroso e é super triste, porque ela escolheu o cara que eu não gosto. E então o filme acabou’. ‘E você diz,’ Ok, isso é patético’. Você quer assistir a algo que realmente significa algo e faz você se sentir e faz você querer se envolver. Isso é o que eu queria fazer e é isso que me esforço para fazer”.

“Se Eu Ficar” estreia nos EUA em 22 de agosto. Ainda não há previsão para o Brasil.

# Entrevista, Galeria, If I Stay