Em sua edição de agosto, a revista britânica Total Film traz uma entrevista com Chloë Moretz e seu co-star em “Se Eu Ficar”, Jamie Blackley. Os atores falaram sobre romance trágico, cenas de beijo e a Hit-Girl. Leia a seguir.

Scans > 2014 > Total Film (Reino Unido) – Agosto

Amor e morte

Enquanto ela ainda pode ser melhor conhecida por suas performances na infância precoce, Chloë Grace Moretz está crescendo. A adaptação sentimental “Se Eu Ficar” marca outro rito de passagem importante – seu primeiro papel romântico, ao lado do promissor Jamie Blackley. Moretz interpreta Mia, uma violoncelista em coma que perde sua família e deve decidir se abandona a vida ou acorda e luta com o namorado rock-and-roller. O par se junta à Buzz para uma conversa descontraída.

Você se identifica com Mia?
Chloë: No sentido de que ela tem tal ambição de ser a melhor naquilo que ela amava desde que tinha cinco anos de idade, que é exatamente o que tenho feito desde que tinha cinco anos de idade. Nós duas achamos algo que gostamos, que podemos fazer uma carreira, e nos prendemos a isso.

Como você se preparou para o papel de uma violoncelista?
Chloë: O diretor R.J. Cutler levou-me a algumas apresentações que ele montou em sua casa com violoncelistas. Quando você assiste um violoncelista de perto, você quase pensa que é um instrumento de sopro, porque pode ouvir a forma como eles respiram. É baseado no seu curso do arco – quando eles deslizam, literalmente respiram com o arco. É um instrumento muito íntimo. Como uma mulher, você está literalmente o segurando entre suas pernas. Portanto, é uma peça que eu queria estar tão confortável quanto possível.

Esse filme fez você pensar um pouco mais sobre a vida e a morte?
Jamie: As pessoas sempre contemplam o que acontece entre a vida e a morte. A maneira que isto é falado… é como uma coisa mágica. Eu gostaria de acreditar que este é o tipo de coisa que poderia acontecer. Não tenho certeza do que acreditar. Mas isso me fez contemplar mais.

Há alguns beijos no filme. Essas cenas foram difíceis?
Jamie: Beijar é sempre estranho. Qualquer um que diz que não é estranho está mentindo. Porque é ‘E… Vai!’ E você pensa, ‘De que lado nós vamos?’ Às vezes você mistura os dentes.
Chloë: Nós éramos amigos. Mas quando você odeia a pessoa, é um saco!

Você faria um terceiro “Kick-Ass”?
Chloë: Eu amo a Hit-Girl, mas cabe aos fãs. As pessoas que os pirateiam e esperam que haja um terceiro filme… Eu penso, ‘Não é assim que funciona, pessoal. Comprem um ingresso!’.
Jamie: Se você não faz a Hit-Girl, eu farei.
Chloë: Tenho meu figurino em casa. Eu moro a 15 minutos daqui. Posso conseguir isso para você. Vou enviar o vídeo a Matthew Vaughn. Veremos o que ele diz…

Qual é seu próximo trabalho?
Chloë: Começo a filmar uma ficção científica [The Fifth Wave] no fim do ano. Devem haver três [filmes]. Nós veremos… Mais uma vez, comprem um ingresso!

Tradução e adaptação: Cristina – CMBR

# Entrevista, Galeria, If I Stay, Scans