O site brasileiro Omelete entrevistou Chloe para a divulgação do filme ”A invenção de Hugo Cabret”. A atriz fala da oportunidade de trabalhar com o diretor Martin Scorsese , como entrou para o projeto e mais! Confira a seguir.

Finalmente chega aos cinema nesta sexta-feira, 17, o primeiro filme 3D de Martin ScorseseA Invenção de Hugo Cabret. O diretor adaptou a obra de Brian Selznick, que presta uma homenagem ao cinema e sua mágica através das aventuras de Hugo Cabret (Asa Butterfield), menino orfão que tenta resolver um mistério deixado por seu pai (Jude Law).

Steve Weintraub teve a oportunidade de entrevistar o elenco para a divulgação do filme. Nesta primeira entrevista ele conversou com Chloë Moretz (Kick-Ass), que interpreta Isabelle, amiga de Hugo que parte com ele nas aventuras. Ela falou sobre a oportunidade de trabalhar com Martin Scorsese e Sir Ben Kingsley (que interpreta George Méliès), como entrou para o projeto enganando o diretor e seu próximo projeto com Tim BurtonDark Shadows.

Como você está hoje?

Estou bem, e você?

Estou bem. Com certeza já te perguntaram várias vezes as mesmas coisas então vou tentar mudar um pouco.

Obrigada.

Qual é a sua música de karaokê favorita?

“Hit Me Baby One More Time” ou… “Gimme More”.


Eles construíram 15 autômatos para este filme. Você ficou com algum?

Não… Alguém ficou com algum?

Estou perguntando.

Acho que o Martin ficou. Acho que ele conseguiu ficar com um. Mas acho que ninguém mais conseguiu.

Eu acho que você deveria oficializar um pedido.

É, também acho que eu deveria mesmo oficializar isso.

Passando para o filme em si. Esse foi um projeto que você foi atrás ou que veio até você? Fale um pouco sobre isso.

Eu ouvi dizer que o Scorsese estava fazendo um filme com adolescentes. E na hora pensei: “Tenho que fazer, tenho que ser parte disso”. Então eles mandaram o roteiro e os monólogos e eu fiz o teste. Fiz o teste umas duas ou três vezes, o Scorsese viu e adorou. Então eu e o Asa voamos para Nova York para ver a nossa química juntos na tela. E na hora eu enganei ele para pensar que eu era uma atriz inglesa. No fim do teste eu voltei ao meu sotaque americano e ele perguntou: “espera, você é americana?”. E eu disse: “eu sou americana”. Então eu enganei Martin Scorsese.

Fale um pouco sobre trabalhar com as câmeras 3D e como foi trabalhar com uma lenda como Scorsese no set?

Foi incrível. Trabalhar com Scorsese foi um sonho. Ele é lendário, sabe? Ele é o diretor vivo mais icônico. Esse filme te leva para qualquer lugar no mundo. Faz você sentir… É alegre e doce, mas ao mesmo tempo é sombrio com reviravoltas e em 3D. Faz você morrer, amar, dar risada. É o que eu amo neste filme. E trabalhar com o Sir Ben Kingsley foi ridículo. Ele é um ator icônico…

Alguns atores gostam de 2 takes, outros gostam de 90. Qual você prefere?

Eu gosto de fazer dois ou três takes porque acho que se você faz muitas vezes fica falso. Então eu gosto de fazer tudo rápido e com energia, é como eu gosto. Mas eu topo tudo, sabe? Qualquer coisa, o que o diretor quiser.

Eu também estou muito empolgado para “Dark Shadows”.

Sim…

Fale um pouco sobre trabalhar neste projeto e como você acha que ficou.

Terminei há mais ou menos um mês. Foi uma experiência incrível trabalhar com o Tim Burton, Johnny Depp, Helena Bonhan-Carter, Michelle Pfeiffer… É a volta às raízes do Burton. Volta à “Os Fantasmas se Divertem”, “Edward Mãos de Tesoura”… “A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça”… É a volta àquilo em que ele é muito bom. É encontrar o equilíbrio perfeito entre o exagero e o drama. E a minha personagem é muito interessante neste sentido. Eu interpreto essa menina hippie liberal de 1972. Mas eu tenho uma sombra muito, muito negra. Se revela.

Tenho que encerrar, mas rapidamente: você sabe o que fará ano que vem?

Sim! Eu tenho 4 ou 5 filmes para fazer. Logo estarei me preparando para começar. Um deles é muito aguardado.

Certo. Gostei de como você respondeu.

É isso aí.

Legal. Muito obrigado.

Hugo Cabret é a adaptação 3D de Martin Scorsese para o livro que acompanha Hugo (Asa Butterfield), um garoto de 12 anos que vive em uma estação de trem em Paris no começo do século 20. Seu pai, um relojoeiro que trabalhava em um museu, morre momentos depois de mostrar a Hugo a sua última descoberta: um androide, sentado numa escrivaninha, com uma caneta na mão, aguardando para escrever uma importante mensagem. O problema é que o menino não consegue ligar o robô, nem resolver o mistério.

O elenco tem Chloë MoretzJude LawRay WinstoneChristopher LeeHelen McCrory,Frances de la TourRichard GriffithsMichael Stuhlbarg e Emily Mortimer.

A adaptação foi roteirizada por John Logan (O Aviador). A estreia acontece em 17 de fevereiro no Brasil.

# Entrevista, Hugo, Vídeos