Categoria: Artigos

Chloe respondeu algumas perguntas que fãs fizeram na página oficial de “If I Stay” no facebook. Confira elas traduzidas abaixo.

 

Isabel Marie Occiano: Se você estivesse na situação de Mia, você escolheria ficar? Por quê? PS: FILIPINAS TE AMA, visite aqui

Seria uma posição muito difícil de ser colocado. Espero nunca experimentá-la- a minha família é meu tudo. Eu falo para todos os meus irmãos e minha mãe várias vezes ao dia. Mas eu gostaria de pensar que eu viveria para o legado da minha família. xx Chlo

Nacho Pajín: Você leu o romance antes de conseguir o papel?

Eu li o romance, simultaneamente, como eu li o roteiro, porque me permitiu aprofundar na história de Mia, como eu estava lendo o livro. Com um romance tão bom como de Gayle, seria um crime não ler. Eu também queria fazer o filme  fiel ao livro. xx Chlo

Haley Marie Drake: Você já viu o produto final do filme ? Se assim o que você achou?

Sim, eu simplesmente amei! E eu mal posso esperar para todos vocês verem! xx Chlo

Cece Churro: Quais suas memórias favoritas enquanto filmava “Se Eu Ficar”?

Filmamos durante a queda, por isso passamos o Halloween juntos como um elenco … Tivemos também Ação de Graças, e durante o Natal, nós fomos patinar no gelo e fomos a mercados de Natal diferentes. E Liana, Jamie e eu gostavamos de passar a noite ouvindo música !! xx Chlo

Myriam Itzel Lopez: Qual é a sua cena favorita com Jamie (ou Adam)?

Eu adoro aquelas onde Mia e Adam foram se apaixonando no começo. E também as cenas que mostravam Adam puxando Mia para fora de sua concha e incentivando-a a assumir mais riscos. xx Chlo

Camilla Tonanzi: Qual é a sua comida favorita? hah

Do sul xx Chlo

Kiana Sheridan: Oi Chloë, Você e o elenco fizeram algum improviso durante umas cenas, em caso afirmativo, você poderia compartilhar um desses momentos e como ele surgiu?

Todas as cenas no skate e durante o churrasco no quintal foram completamente improviso. Nós estávamos apenas nos divertindo e brincando. xx Chlo

Leia mais

# Artigos

Como postado aqui, o The New York Times publicou artigo sobre Chloë Moretz. O texto fala basicamente sobre sua participação na peça “The Library”, porque ela foi escolhida para o papel e a evolução de sua carreira e, por outro lado, também nos mostra o quanto Chloë é querida e respeitada pelas pessoas com quem ela trabalha/trabalhou. Leia a tradução a seguir.

Enquanto o público toma os seus lugares para “The Library”, uma nova peça no Public Theater escrita por Scott Z. Burns e dirigida por Steven Soderbergh, sua atriz principal, Chloë Grace Moretz, já está no palco.

Interpretando uma colegial vítima de tiroteio que acorda em um hospital para enfrentar lembranças conflitantes do evento, Moretz, de 17 anos, gasta esses 10 a 15 minutos antes de cada show deitada silenciosamente sobre uma mesa, tentando ficar no personagem e sintonizar os espectadores frenéticos que ela pode ouvir na casa.

“É meio estranho”, disse Moretz há poucos dias, adicionando um sarcástico rolar de olhos. “Você ouve: ‘Oh, nós não conseguimos reservas hoje à noite’, ‘O jantar foi de US$ 400’. E eu penso, ‘Oh meu Deus, cara, cala a boca'”

Trata-se tanto de petulância adolescente quanto se pode extrair de Moretz, uma atriz extraordinariamente equilibrada com um currículo de créditos no cinema – a sátira de super-heróis “Kick-Ass”, a fantasia de época “A Invenção de Hugo Cabret”, um remake encharcado de sangue de “Carrie – A Estranha” – e um comportamento maduro para rivalizar com artistas com o dobro de sua idade.

Em uma indústria de entretenimento povoada por Mileys selvagens, Justins enlouquecidos e Lindsays abandonadas, onde a chegada do próprio aniversário de 18 anos significa que é hora de perder suas inibições, suas roupas ou sua relevância, Moretz pode ser capaz de romper esse padrão deprimentemente familiar.

Seus colaboradores em “The Library” dizem que ela já é surpreendentemente equipada para lidar com realidades adultas e pronta para ser encarregada de responsabilidades artísticas significativas.

“Ela é tão centrada e equilibrada, e claro, no que precisa ser feito”, disse Soderbergh, o diretor vencedor do Oscar e do Emmy por “Traffic: Ninguém Sai Limpo e “Behind the Candelabra”.

“Não vi nenhuma indicação de que ela se coloca no centro do processo de trabalho na peça”, acrescentou. “Ela está lá para contar a história”.

Leia mais

# Artigos, Entrevista, The Library

A revista TIME divulgou hoje (12) sua lista dos adolescentes mais influentes de 2013, com Chloë Moretz aparecendo em 14º lugar. Leia o que a publicação disse sobre ela.

Chloë Grace Moretz, 16

Chloë Grace Moretz é protagonista pela primeira vez em “Carrie”, mas o filme de terror ensanguentado dificilmente é a primeira experiência da garota de 16 anos de idade. A nativa de Atlanta tem tido papéis coadjuvantes em “(500) Dias com Ela” e “Hugo”, e é uma empreendedora no mundo da moda, também. Em 2014, ela estrela “Laggies” ao lado de Kiera Knightley.

Fonte

# Artigos, Lista

Chloë Moretz diz querer ser “a salvação de alguém” por meio do cinema. Em entrevista ao The Guardian, a atriz, que aos 16 anos já participou de mais de 30 filmes, sendo dirigida por nomes como Martin Scorsese e Tim Burton, falou sobre o que a levou a querer atuar e sobre a vontade de mudar a vida das pessoas, nem que seja pelo breve tempo de um filme.

“Bonequinha de Luxo foi o que me fez perceber que eu queria atuar. Eu vi o que Audrey Hepburn fazia na tela, como as pessoas ficavam felizes em ver seu rosto. Ela faz você querer ser alguma coisa.” Perguntada sobre o que ela queria ser, Chloë diz: “Eu quero ser a salvação de alguém. E isso é bobo porque é só um filme, mas é o que um filme precisa ser. Em vez de sair e ficar bêbado ou usar drogas, você pode ir ver um filme por uma hora e meia e escapar e ser alguém diferente, ou viver uma vida diferente, mesmo que por alguns momentos”.

Ela comparou o seu aparecimento para o mundo como a violenta Hit-Girl de Kick-Ass com a estreia de Jodie Foster, como a jovem prostituta em Taxi Driver, de 1976. “Quando você faz um monte de filmes infantis, isso pode ser um problema. Você vira o tipo infantil de estrela e de repente você é uma prostituta e as pessoas não vão gostar disso. A não ser que, como Jodie Foster, você comece assim. Então eu penso que comigo tenha sido parecido porque a primeira vez que todos realmente me viram foi em Kick-Ass, matando pessoas. Então eu não acho que tenha esse tipo de problema.”

Sobre a dificuldade em equilibrar a vida de adolescente normal com a carreira, Chloë fala sobre a inspiração em Natalie Portman, outra atriz que começou ainda criança. “Eu amo Natalie Portman. Sua carreira inteira, desde o começo até agora tem sido brilhante e com um bom ritmo. Ela sempre esteve no controle.”

Ser uma adolescente no meio de um monte de adultos, no caso dela, não gerou relações paternais. “Eu trabalho com um monte de atores adultos e todos eles querem me falar sobre seus problemas conjugais”. Ela explica que não é estranha essa facilidade das pessoas em falarem sobre esses assuntos com ela. “Meus pais são divorciados, eu passei por muita coisa bem jovem.” Mas completa: “É engraçado falar sobre isso sendo que eu nunca tive um relacionamento”.

Fonte

# Artigos